+55 11 97821-4868 | 19 3515-0261
comercial@itpindustrial.com.br
Uso de energia solar no Brasil tem aumento de 14,4% no 1° trimestre

Uso de energia solar no Brasil tem aumento de 14,4% no 1° trimestre


Criado: 17 Abril 2020 | Atualizado: 17 Abril 2020
Tamanho da fonte
pequena
normal
grande
Versão para impressão
imprimir
Somente no segmento que inclui o consumidor residencial, crescimento foi de 21,5%, a expectativa é de que o interesse dos consumidores por geração distribuída continue.

A fonte solar fotovoltaica atingiu, ao fim do primeiro trimestre deste ano, a marca de 5.114 gigawatts (GW) de capacidade instalada no País, um aumento de 14,4% frente aos 4.470 GW do fim de 2019.

Deste total, 55%, ou 2.687 GW, referem-se a usinas de grande porte, conhecidas no setor como “geração centralizada”, e os demais 2.427 GW referem-se aos mais de 208,3 mil sistemas de mini ou micro geração, ou “geração distribuída”.

Os números mostram a expansão do setor ainda sem impactos da pandemia do novo coronavírus e fazem parte de um levantamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) .

A entidade destaca que, considerando apenas as usinas de grande porte, a fonte solar representa 1,5% da matriz elétrica brasileira, à frente da nuclear, com 1,1%, mas ainda inferior ao carvão (2%), e a outras fontes renováveis com maior presença no País, como biomassa (8,3%), eólica (8,5%) ou hídrica (60%).

De acordo com o presidente da Absolar, rodrigo Sauaia, a expansão observada nos três primeiros meses deste ano está em linha com o que o setor projetava, de manutenção da forte trajetória de crescimento, principalmente na geração distribuída, mas também na centralizada.

Desde 2019, observa-se uma explosão no número de novas instalações de sistemas de micro e minigeração, impulsionada pelos aumentos nas tarifas da energia nas distribuidoras e pela ampliação das linhas de financiamento para esse tipo de projeto. Somente nos primeiros três meses deste ano a alta foi de 21,5%.

A expectativa é de que o interesse dos consumidores por geração distribuída continuará mesmo em meio à prevista recessão e pode até crescer, tendo em vista o esperado aumento das contas de luz, em decorrência dos custos do apoio financeiro que vem sendo discutido às distribuidoras e que se deve ser, ao menos parcialmente, repassado para as tarifas.

Não espere mais tempo para instalar energia solar fotovoltaica em sua casa, comércio ou indústria. Se planeje para o futuro, ele começa por um passo na direção certa, e este precisa ser o mais planejado e consistente possível para que, no prazo certo, transforme-se num retorno de investimento seguro e assertivo.

Conte com a ITP! A conexão com o seu futuro em Energia Solar.



Fonte: economia.estadao.com.br

Faça um orçamento!

Economize até 95% na sua conta de energia!

Cadastre-se!

Fique por dentro das principais novidades.


Avaliação

Deixe sua avaliação
Uso de energia solar no Brasil tem aumento de 14,4% no 1° trimestre
Comentários
0
Deixe seu comentário

Comentários

Faça parte da notícia, deixe seu comentário, expresse sua opinião.
E-mail protegido, também não gostamos de SPAM
Sua mensagem foi enviada com sucesso!
WhatsApp